Pernambuco Político: Do Constitucionalismo À Independência

Sinopse

Encerrando o ciclo de estudo sobre Pernambuco colonial (vida familiar e elites pernambucanas), este volume concentra-se em Pernambuco político, desde a chegado do constitucionalismo até a adesão à política de D. Pedro no Rio de Janeiro e ao movimento de independência.
Trata-se de um período agitado em Pernambuco, mas menos estudado do que a insurreição de 1817, no qual perpassam os conflitos entre pernambucanos e reinóis e também as relações com as Cortes de Lisboa, por vezes conflituosas também.
Duas figuras políticas sobressaem: o governador Luís do Rego Barreto e o presidente da primeira Junta Governativa, Gervásio Pires Ferreira, e ambos são aqui objeto de uma análise mais demorada.
As províncias do Brasil reagiram de maneira diferente e em momentos distintos quer ao constitucionalismo, quer ao movimento de independência, e Pernambuco é apenas um exemplo dessa diversidade.