Sinopse

Composto de pequenas prosas e com linguagem simples e leve, esta é uma obra para o cotidiano e para a cabeceira da cama, típico da literatura de nossos tempos. É no diálogo com o mais corriqueiro e simples da vida que se revela nele seus encantos. "Ei" pincela delicadamente as diversas facetas de sentimentos como felicidade, dor, gratidão, dúvida, saudade. Um pequeno ensaio sobre suas dores e delícias.