Sinopse

Uma garota de onze anos, órfã e pobre, vai morar com a tia solteirona, que é rica, mesquinha e mal-humorada. Mas nada tira a alegria de Poliana, que consegue achar o lado bom de qualquer situação. O nome Poliana virou sinônimo de otimismo e transformou a vida de muitas pessoas. Não só do livro, mas também de gerações e gerações de leitores no mundo todo.
O livro de Eleanor H. Porter fez tanto sucesso, que a autora deu continuidade à história com Poliana Moça. Depois, saíram mais onze novos romances Poliana, de outros escritores. O livro foi levado para as telas pela primeira vez ainda nos tempos do cinema mudo, em 1920. Em 1960 saiu uma nova versão, dos Estúdios Disney. No Brasil, foi traduzido pela primeira vez por Monteiro Lobato, que deu seu toque pessoal à obra, em 1934, publicando na Biblioteca das Moças, da Companhia Editora Nacional.