Sinopse

"Não sou dono da verdade, aliás, como ninguém o é, por mais que muitos se
considerem seu proprietário, ainda mais nesse mundo cada vez mais digital.
Entretanto, para usar uma expressão machadiana, afirmo que "Não busco a verdade,
que seria inatingível, mas sim, a verossimilhança!" Para deixar claro ao leitor que inicia
agora em minhas páginas, reitero que o único caminho que nos resta é nos
aproximarmos do que é verdadeiro e humano, por mais falho que sejamos. Assim,
chegamos perto da cerca da lucidez e conseguimos ver através de suas brechas
alguns lampejos do que nos aproxima do divino, ainda que en passant…"